10 lojas que você precisa conhecer e se inspirar antes de morrer

10 lojas que você precisa conhecer (e se inspirar) antes de morrer

No varejo há muitas histórias de marcas de sucesso que parar chegar ao patamar onde estão, de líder em seu segmento, enfrentaram muitos desafios para se manter em um mercado cada vez mais exigente. A equipe do Retail Conference selecionou 10 lojas para você conhecer e se inspirar. Confira:

Decathlon City

A Decathlon, um dos melhores varejistas esportivos do mundo, criou a Decathlon city, um conceito para áreas urbanas, com formatos construídos para ser muito menores do que as lojas regulares.

O novo conceito da loja, além de aprimorar a experiência do cliente, possui capacidades digitais que preparam os vendedores, fornecendo acesso a um conteúdo rico sobre os produtos, capacidade de verificar disponibilidade dos mesmos e planejar entregas.

Lowe’s Innovation Lab

A empresa de melhoria doméstica Lowe’s inovou com estratégias que aumentam a experiência do cliente para um nível novo e futurista. A Lowe’s Innovation Labs está construindo novas tecnologias para resolver problemas de consumidores com parceiros incomuns: robôs.

Walmart

O Walmart, maior varejista do mundo, criou uma empresa de tecnologia da internet, o Walmart Labs para trazer experiências e produtos para seus 200 milhões de clientes que visitam lojas no mundo todo semanalmente. O objetivo é ganhar relevância no ambiente de varejo de hoje e trazer novidade para a experiência de compra do cliente.

O conceito consiste em um quiosque automatizado, no qual os clientes encomendam suas compras online, enviam para a loja e depois pegam suas compras diretamente no quiosque.

L’appart de Leroy Merlin

L’appart, da Leroy Merlin, não é uma loja, mas um lugar que oferece ao cliente a experiência de conhecer e aprender. A Leroy-Merlin, líder europeu em seu segmento, é conhecida por suas lojas muito grandes em lugares distantes. L’appart visa trazer a marca para o centro, com foco em serviços e relações com clientes acima de produtos e compras. Os clientes podem definir seus projetos com o suporte da equipe e participar de treinamento e workshops.

ROSE Bikes GmbH

A ROSE Bikes, fabricante e varejista alemão de bicicletas e acessórios para bicicletas, com raízes no negócio de pedidos por correspondência, modernizou e reconstruiu sua loja de 6.000 m² com o objetivo de vincular as experiências off-line e on-line e criar uma experiência interativa com o cliente local. O resultado é uma loja principal que suporta a máxima interação do cliente, bem como a experiência da marca e do produto.

Reserva 66

A marca brasileira de roupas para jovens, abriu recentemente uma nova loja de conceito, a usereserva.com. O novo conceito promove um modelo comercial além do escopo tradicional de uma loja de roupas. É um conceito físico de comércio eletrônico, não um ponto de venda, mas um showroom e local de encontro, sem inventário, oferecendo acesso digital à coleção inteira da Reserva, além de mais do que 20 marcas parceiras. As compras na loja são entregues dentro de três horas para o endereço do cliente, de bicicleta – uma entrega 100% verde, evitando que 350 kg de dióxido de carbono ser emitidos para a atmosfera.

A loja física é um espaço sustentável e casual, com áreas para se juntar com amigos, jogar pinball, desfrutar de cerveja grátis, jantar em um restaurante de comida fresca que ofereça café, bolo, sabores e lanches, ou ser preparado por um barbeiro no local. A rede possui 65 lojas próprias, oito franquias e 1.400 lojas multimarcas em todo o país.

Indigo

A Indigo é a maior varejista de livros e músicas do Canadá, é inspirada exclusivamente no conceito de galeria de arte. Com parte do espaço sendo livraria e parte da loja sendo departamentos de experiências culturais, a Indigo exemplifica a tendência emocional no varejo. A inovação da Indigo foi uma transformação dos livros e da música em lojas de marca diferenciadas dentro de uma loja, que oferece outras opções aos clientes, como serviços de papelaria e flores, por exemplo.

Nike Soho

A Nike lidera a transformação do varejo esportivo em um tempo de comércio eletrônico em constante crescimento. A empresa criou um formato de varejo que inclui dentro de sua loja um museu da marca. O espaço é carregado com tecnologia, desde decorações em 3D até uma quadra de basquete kinectpowered. Uma exibição com 20 manequins femininos vestidos em diferentes conjuntos Nike, recriam 20 atletas individuais. Tênis de época, como o Nike Dunk High de 1986, são exibidos em caixas de vidro, apresentando uma história abreviada do calçado da empresa, e uma característica interativa permite que os compradores se envolvam com uma linha de tempo da empresa e seus tênis.

O modelo da loja Nike Soho está sendo lançado em locais turísticos em todo o mundo, com recentes adições em Miami, Moscou e Pequim. O papel principal dessas lojas é como um veículo de marketing.

ADIDAS

A ADIDAS operou uma loja pop-up, Knit for You, em um shopping center conceitual baseado no centro de Berlim. Os clientes conseguiram criar sua própria camisola de lã merino, tricotada no pop-up, até realizar compras em algumas horas. A ADIDAS planeja avaliar as oportunidades de digitalização para reinventar a experiência do cliente na loja e a produção de vestuário.

LUSH

Fundada no Reino Unido, a marca de cosméticos naturais Lush é referência na experiência sensorial com o cliente, já que em suas lojas tudo tem cheiro (e até gosto) muito bom. É impossível passar em frente a uma loja da rede e não perceber o bombardeio de aromas deliciosos. A Lush também aposta no visual para proporcionar a melhor experiência aos seus clientes. Tudo bem colorido, bonito e diferente. Toda a sua linha de produtos é feita a base de plantas e livre de conservantes. Em seu portfólio de produtos estão sabonetes em formato de chocolate e de queijo, espumas e sais de banho que parecem bombas e xampus sólidos.

Julia Roberts, Sarah Jessica Parker, John Malkovich e Madonna são algumas das celebridades que não dispensam seus produtos.

WhatsApp chat